Candomblé: Estigmas de uma religião.

A Festa

Desde o início de nossa pesquisa sobre o candomblé e de nossas primeiras visitas ao terreiro Ilê Wopô Olojucan, fomos convidados a participar da festa de Oxum, o orixá da água doce. Isso foi algo que despertou muita curiosidade e receio por parte do grupo.

No dia 30 de outubro, o grupo se reuniu em uma pizzaria no início da noite e de lá partimos munidos de blocos de anotação, canetas filmadora, câmeras fotográficas e muita curiosidade.

Chegamos ao terreiro e fomos bem recebidos como em todas as outras vezes em que fomos até lá. O salão estava arrumado com cadeiras e flores. No canto direito, a fonte de água de Oxum, estava iluminada e enfeitada. Havia uma mesa com doces e bolos, da qual acompanhamos a montagem. Aos poucos os convidados chegavam e os tambores começavam a ser tocados.

Teve início a primeira dança do ritual, e nós registrávamos todos os movimentos dos participantes que cantavam e dançavam em círculo. Com o término da primeira parte do ritual, Sidnei, o pai de santo do terreiro, nos pede para desligarmos as câmeras. O momento onde as pessoas incorporam os orixás, não pode ser registrado.

Para alguns membros do grupo, este foi o momento mais difícil de acompanhar. Mesmo que indo com a consciência de que era um trabalho e se despindo de qualquer preconceito, o novo muitas vezes assusta. Nenhuns dos membros jamais tinham visto de perto um ritual como aquele, onde as pessoas entram em transe e se deixam levar pelo ritmo da religião. Foi um aprendizado acadêmico que certamente nos proporcionou um grande crescimento como profissionais e pessoa.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: